A nossa história

No ano de 1948, a pedido do Reverendíssimo Senhor D. José Alves Correia da Silva, bispo de Leiria, a proprietária e fundadora Maria Hercília Sales Oliveira Zuquet, iniciou e organizou uma obra social na vila da Batalha com o objetivo de dar apoio lúdico, humano e educativo às muitas crianças que terminavam a escola e não tinham ocupação.

A frequência foi grande e começou também a receber crianças com idade não escolar e bebes. Vinham não só da vila como também de alguns lugares da freguesia. As crianças adolescentes aprendiam cozinha, costura, bordados e cuidados higiénicos.

Em 1950 o Reverendo Cónego Dr. José Galamba de Oliveira propôs à proprietária integrar esta iniciativa numa Obra de Ação Social Diocesana.

A 9 de junho de 1952 foi então constituída a JUNTA DE AÇÃO SOCIAL DA DIOCESE DE LEIRIA, publicada no Diário da República em 20 de junho de 1952.

A junta desenvolveu ainda várias valências tais como, cursos de formação domestica, nos anos 1953/1954 em várias freguesias da Diocese e colónias de férias nos anos 1952/1957 na Foz do Arelho.

Em 1982 foram aprovados pelo bispo de Leiria os Estatutos que tornaram a Junta, uma “associação de fiéis”. Em 1083 iniciou-se acordo de cooperação com o Ministério dos Assuntos Sociais e em 2000 fizemos acordo com o Ministério da Educação na Valência de Pré-Escolar.

Em 2012 Iniciou-se a construção da nova sede, tendo sido concluída em 2013.

Em Abril de 2014, foram aprovados os novos estatutos pelo Bispo de leiria – Fátima, tendo havido alteração do nome para Junta de Ação Social da Paróquia da Batalha e o alargamento dos seus objetivos e ações.

Hoje o funcionamento da Creche/Jardim de infância tem como objetivo principal colaborar com a família numa partilha de cuidados e responsabilidades em todo o processo evolutivo da criança proporcionando condições para o desenvolvimento integral da criança num ambiente de segurança física e afetiva.

A qualidade é um elemento chave da organização na Instituição, envolvendo todas as colaboradoras da creche e jardim-de-infância, independentemente do nível hierárquico em que se encontrem.

A Instituição possui um projeto pedagógico que constitui o instrumento de planeamento e acompanhamento das atividades desenvolvidas na creche e jardim-de-infância, que inclui um plano de atividades sociopedagógicas e que contempla as várias áreas de desenvolvimento global das crianças, nomeadamente motor, cognitivo, pessoal, emotivo e social.